sábado, 31 de outubro de 2009

Serenata Caloiro Engenharia

 Ontem tive uma das minhas actuações favoritas, a serena do caloiro de Engenharia. Foi neste ambiente que entrei em contacto com o fado de Coimbra. É claro que isso já foi à muitos anos e muitas coisas se passaram desde que entrei na faculdade, principalmente o facto de que na altura era mais um ouvinte e agora sou um dos que se faz ouvir.
De qualquer modo o que anteviu esse evento foi o jantar do caloiro, já é tradição haver o jantar seguido da serenata. Como não seria de esperar, lá fomos participar no repasto até porque este, apesar da comida não ser nada de extraordinário, a bebida e a companhia é.
As horas passaram e a meia-noite foi aproximando-se a passos largos. Assim, seguimos para o local que tem visto nos últimos anos a dita serenata. A plateia estava composta, os convidados instalados e as cordas começaram a soar. Foi uma actuação muito boa, não que tenha sido o topo de qualidade musical (dado o muito vinho do Porto que já corria nas veias de todos), mas o ambiente e a tertúlia foram de certo muito positivas.
A serenata passou e como a vontade de celebrar era grande, rumamos ao arraial de engenharia que decorria na alfândega. Lá, apesar de não estar muita gente, tivemos o prazer de conhecer gente nova e interessante. Foi uma grande noite, quer pela duração, quer pelas actividades.
Pena é hoje ter tido de acordar às 8:30, depois de me ter deitado às 7h da manhã. Pode-se dizer que foi uma boa sessão de sono. Pior que isso tudo é que o fim-de-semana ainda tem muito que se lhe diga e quase que digo que nunca mais chega segunda-feira.

Ps – A menina é a Carolina que no jantar nos ajudou a arranjar certas bebidas difíceis de arranjar, aquele obrigado Carolina!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

6 anos!!!

Foi à 6 anos que num desvaneio, pelos tempos da faculdade aderi a uma das funcionalidades da Web 2.0, os blogs. Na altura tudo era diferente. O curso a meio com tudo de bom que a faculdade tem.
Desde essa altura este blog viu muita coisa passar, boas e menos boas mas sempre com os meus olhos, com a minha visão.
Quem ainda lê os meus parabéns e contem que enquanto possa vou manter este meu diário de bordo, sabe-se lá se os netos quererão ler isto! :)

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Sarau de Engenharia


Esta terça-feira, apesar de ser uma semana de trabalho, foi dia de irmos animar as festividades no Sarau de Engenharia, que este ano teve a particularidade que se juntou com o Arraial de Engenharia. O local do evento foi na Alfândega do Porto, que muitos devem conhecer e no meu caso pude ainda conhecer mais por dentro este grande edifício da cidade do Porto.
Quando chegamos tivemos direito a um rápido jantar de algumas bifanas e não só, após o qual podemos saborear todo o ambiente que se fazia sentir na noite.
A gente era muito e o ânimo também e a par, quer da TUNAFE, quer da TEUP, tivemos uma curta mas saborosa actuação.
O dia seguinte era de trabalho mas ainda deu para saborear algumas delícias, como o vinho Boca de Sapo que a Ana estava a promover, se quiserem saber o contacto da adega é dizerem que isso também se arranja.
No entanto dadas as responsabilidades, não tardou a rumarmos a casa, para ver se o dia seguinte não era muito perdido.

ps - para quem quiser saber a vista é do parque de estacionamento da alfândega com vista para o Douro

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Novo Retiro das Antas


O dia de domingo teve ainda mais a dizer para além da fotografia, logo a seguir ao meu curso fui a correr para ter com a malta dos fados. O dia de hoje marcava o aniversário do pai do Sr. Guedes que é o dono do Novo Retiro das Antas, que tem sido basicamente a nossa segunda casa. Ao longo dos anos temos sempre sido muito bem recebidos lá e sentimo-nos verdadeiramente em casa.
Dada a festa, fomos fazer a nossa quota-parte para ajudar à festa e como tal, entre família e amigos lá se foram ouvindo guitarradas. O lanche ajantarado passou a correr, como é tão normal quando nos estamos a divertir, obviamente a comida também ajudava, para não falar da bebida. Nesta área o Sr. Guedes costuma ter o irritante vício de nos presentear com vinho do porto caseiro que faz sempre as delícias do grupo. É claro que o domingo tem um grande problema, chamado segunda-feira, a qual vem acompanhada de uma dose nem sempre saudável de trabalho.
Terça há mais...

domingo, 25 de outubro de 2009

Curso Fotografia 3


 Estes dias, apesar de andar sem dar grandes notícias têm sido bastante activos. Aliás, o mês de Outubro tem sido bastante recheado algo que se pode notar, entre outras coisas, pelo cansaço com que tenho andado. Mas como se diz, parar é morrer e este mês estive tudo menos morto.
Neste domingo tive mais uma grande sessão do curso de fotografia, foram 8 horas debruçado sobre alguns conceitos e muitas experiências. Pode-se dizer que acima de tudo o grupo é bastante agradável o que ajuda às várias horas a correrem sem grandes pausas e a um bom ritmo. Tive até uma pessoa que conhece uma amiga do meu irmão lá de Vila Real, é um mundo pequeno.
Fica então mais uma amostra, esta não tão dramática como as últimas.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Serenata do Caloiro da Academia (do Porto)


 Como tinha dito, o dia de domingo foi bem preenchido. Depois de uma sessão fotográfica de algumas horas fui participar em mais uma festa da Academia do Porto, sendo que o dia marcava o início do ano com a serenata do caloiro. Apesar de nos últimos anos esta ser na Sé do Porto, a grande afluência levou a mudar a festa para o local que vê a serenata da Queima das Fitas, a Cadeia da Relação na Cordoaria. Para quem conhece é uma bonita zona do Porto, mesmo ao lado da torre dos Clérigos, aquele símbolo tão emblemático do Porto. Por perto há ainda muitos restaurantes e bares que tornam o dia ou a noite em palco de festa.
Hoje era outro o palco que levou as pessoas àquele recanto da Invicta. Entre muitas pessoas e vários grupos de fados, como manda a tradição ficamos para o fim, pois sempre fechamos estas festividades. Era já pela uma da manhã que subimos a palco para mostrar o nosso gosto pela música, e assim foi. Vinte minutos depois estávamos bem mais felizes, principalmente depois de uma muito boa actuação.
A companhia foi muito boa e todo o momento mágico. Grande noite!

Curso Fotografia 2


Este domingo fui um dia muito ocupado. Quase que parece que as horas não chegavam para tanta actividade. Depois de uma curta actuação de manhã e de um almoço ainda mais curto, fui para uma tarde fotográfica. O curso de fotografia está a rolar e estamos a aprender coisas muito interessantes. Vários tipos de fotografia, que factores a ter em conta, que estratégias a utilizar. Posso dizer que é um mundo muito grande e com muito para se dizer. Só espero continuar a aprender por é realmente algo que estou a gostar muito.
Hoje estivemos a experimentar vários efeitos que se podem obter conjugando vários factores, sendo os básicos a velocidade de obturação, a abertura do diafragma e acima de tudo a criatividade.
Com a ajuda do professor fomos pelo caminho certo, evitando a trágica frase “estávamos ao pé do abismo e tomamos a decisão certa, demos um passo em frente”.
Sem reparar as quatro horas do curso passaram num flash (em algumas alturas literalmente) e tiramos umas fotos muito interessantes, como podem ver pela que tenho ai. De notar que a foto não tem qualquer efeito fotoshop, foi isso que a máquina captou sem "efeitos especiais".
Coisas interessantes pela frente!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Serenata Enfermagem


Como prometido o dia de ontem teve direito a mais uma serenata. Realmente este mês de Outubro está a ser bem recheado. O dia de ontem teve como destino a escola de enfermagem. Nestes últimos anos temos sido convidados por eles sempre, e é com muito gosto que nos deslocamos lá.
Jantamos logo ali por perto da igreja de Cedofeita. O jantar foi no mínimo curioso, o empregado era muitas coisas mas uma delas que não tinha era educação, isso ou não gostava de estudantes. Um outro problema é que não tinha nada. Depois de duas garrafas não havia mais (da que queríamos), não havia quase mais comida. Bem foi curioso para dizer o mínimo.
De qualquer modo fomos após o jantar para o local da serenata e depois de umas curtas e vivazes preparações fomos para o “sacrifício”. Correu bem e a escola gostou. É nesta altura em que tudo parece que vale a pena, aquelas horas perdidas a ensaiar. Algo que quem está neste tipo de grupos bem sabe.
Agora há mais para a semana, desta vez para a Serenata da Academia no largo da Sé do Porto. Vai ser mais uma grande noite!

Curso Fotografia 1


Este domingo foi a primeira aula do meu curso de fotografia, esta primeira aula foi teórica. Tenho a reconhecer que não foi a mais enriquecedora por um simples motivo, muito do que se falou, que são dos conhecimentos mais básicos, já estão algo interiorizados dados os meus estudos recentes pelo fantástico mundo da internet. Falou-se de vários conceitos, como diafragma, obturador, distâncias focais, sensibilidades e outras coisas. Tudo conceitos que podem ler muito se quiserem.
Outro ponto positivo foi conhecer gente nova, a turma é basicamente composta por 10/12 pessoas (que vai variando já que as pessoas passam as vezes da aula da semana para a aula do fim-de-semana). Curioso é que até à gente mais de fora, a passar por Vila Real, Guimarães ou Vizela, sem esquecer uma sueca (pois é).
Agora é ir para as aulas e tirar o máximo destas experiências! Apesar de não ter sido falado nas aula, ao olhar para os portfolios de outros alunos já tirei umas ideias, como podem ver esta foto tirada na estação do Rossio (acho que era Rossio, afinal de contas estava distraído a tirar fotografias) quando lá fui à uns dias.

domingo, 11 de outubro de 2009

Serenata IPAM


Ontem, como já estava prometido, tivemos mais uma serenata, desta feita para o IPAM. Já tem sido tradição, estes vários anos ajudarmos na semana do caloiro deles e desta feita não foi excepção. Tivemos um abastado jantar e após a dita francesinha tratamos de ir para o coreto actuar. A hora local não era a habitual mas não foi isso que no incomodou.
Logo depois a festa como ainda estava curta seguimos para o Blá Blá onde estivemos muito bem acompanhados. Mas isso já são outras histórias. Afinal não pudemos dizer tudo de uma vez só.
A noite em si até nem foi tão longa porque afinal hoje há outras responsabilidades, nomeadamente o esperado curso de fotografia, mais uma actuação logo e ainda porque havia certas e determinadas pessoas que queriam retornar ao sossego do lar. E não, não era eu :)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Serenata ISMAI


Ontem dei, com o grupo de fados início às hostilidades de um novo ano lectivo. Apesar de esses tempos áureos já estarem mais longe do que o que gostaria, tenho muito gosto quando vou participar nessas festas, em especial por puder fazer com o grupo algo que gosto, música.
A noite foi então reservada ao ISMAI que está a ter uma aproximação de engenharia por laços que os mais curiosos podem descobrir e como tal fomos nós lá para ajudar às festividades. O encontro foi na faculdade e lá esperamos que alguém nos viesse indicar o caminho para a Maia.
Na chegada tivemos um agradável jantar de bacalhau logo ao lado do ISMAI e depois zarpamos para o destino onde nos esperava uma atenta plateia e um vinho do Porto caseiro bastante saboroso.
Instrumentos afinados e vozes aquecidas permitiram dar início às melodias. O resto é para quem lá esteve. Sendo que o único problema foi mesmo acordar hoje de manhã.
Estes próximos tempos vão primar por este tipo de actuações e este fim-de-semana vou ter mais duas, sendo que quanto a isso, mais tarde escreverei os relatos.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Jantar DSI


Depois do fim-de-semana prolongado vinha o recomeço do trabalho, uma semana mais curta, graças ao feriado, mas que tal como as restantes requer, ora bem, trabalho. No entanto, dadas algumas reestruturações na empresa (embora nada que leve a suicídios como em França), vou mudar de chefe, como tal o departamento fez um jantar com toda a gente e tratamos de lhe dar uma pequena lembrança para não se esquecer de nós.
Como havia gente de Lisboa e do Porto e como ela (a chefa) estava por Lisboa, fizemos lá o jantar. Isso implicou que fossemos cinco aqui do Porto para estarmos lá todos sem levantar suspeitas. Pegamos num Prius da empresa e palmilhamos rapidamente (deixem-me salientar o rapidamente) os quilómetros até à capital. Como consequência do “rapidamente” à chegada tivemos algum tempo livre e passeamos pelas ruas de Lisboa, tempo esse que permitiu usufruir até de uma bela ginjinha com castanhas logo ali nos Restauradores.
Deu ainda para passear para outros sítios e dar uso à minha Alpha que cada vez mais está a dar frutos. É claro que ainda sai muita coisa ao lado, mas agora a minha única limitação tem sido a bateria que só dá para 500 fotografias. Dado que praticamente em um mês tirei mais de 2500 fotografias o que não está mal.
Bem, o tempo passou e chegou a hora do jantar e fomos para um restaurante italiano nos restauradores. O departamento que ontem contava com 15 pessoas tratou de providenciar um jantar animado e com muita boa disposição. Deu para conversar muito e quando a conversa deixou de interessar, isto é, quando se começou a falar de trabalho, decidimos retornar à invicta.
Saímos de Lisboa às 23:44 e pelas 2:05 estava no meu quarto. Note-se que ainda deixamos uma pessoa em Gondomar, ainda fomos à empresa buscar os nossos carros e depois ainda tivemos de ir para casa propriamente dito. Ainda bem que vim a dormir durante a curta viagem.
De tarde ainda tentei falar com o Gaspar, mas ele estava ocupado na sua actividade futebolística, isto porque passei pelo sítio onde no outro dia comemos, ou melhor ele e o Manel comeram caracóis. Mas agora em Outubro já tenho algumas visitas a Lisboa e por isso há espaço para combinar encontros.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Fim-de-semana recheado

Este fim-de-semana prolongado no meio de tantas actividades tive o início do meu curso de fotografia, quer dizer, foi um início mais de apresentação do curso e para atribuir os diplomas à malta que acabou o curso no ano anterior. Deu para ver uns trabalhos interessantes e para ter algumas interessantes para o que vou ter pela frente.
No entanto logo a seguir tive ainda direito a pegar na família e ir ter a Vila Real para ir ter com o meu irmão e cunhada. Tivemos assim um domingo e segunda-feira em família, dado que agora eles não virão tantas vezes à Invicta devido a novas actividades na agenda da Anabela.
Mesmo assim foi bom dar uma volta pelo douro, mais precisamente no Douro In um agradável restaurante na Régua.
Como o fim-de-semana ainda tinha muito para dar ainda tive o prazer de ir para o ensaio dos fados, dado que este mês de Outubro terei uma grande abundância de actuações. No entanto isso já serão outras coisas que acontecem.
Para quem quiser saber a menina bonita é a Catarina, filha da Clara que é uma amiga do meu irmão.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Cecília e Tux



Este sábado tive o prazer de participar numa grande festa, o casamento do Luís Santos, também conhecido por Tux. Com a companhia dos melhores amigos, partimos para Braga e lá nos esperava um grande dia. O casamento em si foi ao pé do estádio de Braga (o novo) numa igreja bem pequenina e acolhedora. Lá podemos ver largos quilos de arroz a serem gentilmente despejados por cima dos recém-casados. Como não contribui para o arrozal em si, ao menos estive ocupado a registar o momento para a posteridade. Posso até dizer que certas pessoas já se queixavam do Parkinson que aparentemente o meu dedo tinha.
Após o Luís e a Cecília ganharem um novo estatuto legal deixamos as paragens e seguimos para a quinta, ou melhor dizendo Solar (que tinha um nome que já me escapou à memória). A recepção correu bem e com a companhia dos amigos não tardamos a fazer as “asneiras” do costume. Porque afinal de contas, o que importa é a diversão.
Entre boa comida e muita bebida, a companhia de todos, as horas foram passando e muito bem. Deu ainda tempo para umas cantorias (e tive ainda o imbróglio de me esquecer da letra de uma música), incluindo o nosso querido hino de engenharia.
Com tanta animação faltou uma pequena componente, nem passei na mesa das sobremesas e frutas (eu e mais alguns), no entanto não há problema que estávamos todos animados com o resto da festa.
Agora resta-me desejar tudo de bom ao novo casal, esperando que quando eles precisarem de algo, que o digam. Que o andarem em Lisboa é mais difícil ouvir queixas em surdina.