domingo, 25 de setembro de 2011

Casamentos...

Todas as idades têm as suas mudanças, por estes tempos o que se vê são o aprimorar de compromissos. Sendo que foi mesmo isso que se viu, desta feita com dois amigos meus, mais precisamente com um belo casório.
O douro como cenário, os convidados, os amigos e a diversão estiveram presentes pelo dia. Sendo que com bela companhia todos os momentos melhoram. Entre várias pessoas tive o prazer de ter o George e a Andri que aproveitaram as lowcost para virem do Chipre.
Tenho mesmo de agendar férias para lá, para o ano pode ser uma bela possibilidade!


E no dia seguinte, entre passeios pelo Porto, vimos na ribeira uma enormidade de noivas a publicitar sabe-se lá o quê :D

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Furo...

Depois de migrar para a bicicleta como o meu meio de transporte para trabalhar posso dizer que estou muito satisfeito. Gosto do acréscimo de exercício e mais ainda de passar pelo traânsito com calma mas no total, mais depressa do que se fosse de carro.
Mas obviamente não há bela sem senão e ontem foi um dia que ao sair de casa me deparei com uma surpresa. Um furo. Ainda tentei encher o pneu mas não era um furo lento.
Solução, tive de ir de carro com a roda à oficina e fui uma manhã que deixei a bicla em casa. Mas agora está tudo normalizado e volto à estrada no meu bólide de duas rodas!

domingo, 18 de setembro de 2011

Retiro na capital

Este fim-de-semana foi deveras gostoso. À primeira vista, falando do destino poderia dizer o contrário, mas desta vez não. De onde falo eu? Lisboa. Normalmente é o trabalho a levar-me lá, normalmente a correr, normalmente com a agenda preenchida. Desta feita a viagem foi diferente. Com mais calma, com tempo e só com vontade de conhecer. A boa companhia garantida torna-se também um importante factor para que aprecie a viagem e assim foi.
Tratei de fazer uma pesquisa pelo google e com ajuda do que já vou conhecendo da cidade, não tardou a definir um plano de ataque.
Os locais de passagem foram muitos desde o Terreiro do Paço, Rossio (com gente a tentar-nos vender marijuana), Rossio, Castelo de S. Jorge, Belém e muitos outros locais. A ajuda foi o bilhete Viva diário que por 4€ nos levou a todo o lado, ora de metro, ora de electrico, ora de autocarro. Um belo investimento.
Quanto a gastronomia o grosso foi mesmo o sushi, o qual encaixava muito bem como um alvo da música "Eu tenho dois amores".


É claro que felizmente o tempo passou a correr (só pelo sentido que foi tempo muito bem passado) e não tardou a rumarmos para norte, sem antes parar em Coimbra para uma sandes de leitão acabada de fazer!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Luanda na casa da música

Em dias de fomentar a cultura, fui para a casa da música muito bem acompanhado para ver Luanda Cozetti, a brasileira que mistura o calor brasileiro com os ritmos de jazz. Tudo num cenário bem agradável. A casa da música a servir de parede e o céu estrelado como tecto.
O espectáculo, tal como os outros que têm sucedido neste formato durante o verão, goza desta visão mais acolhedora, tal como se fosse um grupo de amigos a juntar-se para uma tertúlia e alguma música. É um ambiente que aprecio bastante e a música foi algo que agradou.
Quem quiser saber mais dela pode ver algumas ligações:
Facebook
Wikipedia
Dicionário de MPB


terça-feira, 13 de setembro de 2011

De novo no judo

Pois vejo Agosto a passar a correr e Setembro a chegar. Com ele novamente os treinos começam e é altura de por o físico em ordem. Por isso lá tenho voltado aos treinos de judo e se há uma palavra que resume como de lá tenho saído é: cansado. Para ser mais preciso saio muito cansado.
Os treinos têm sido muito puxados e a preguiça do corpo dá em estar mais que desgastado com a actividade física. Há que recuperar porque isto não tem jeito nenhum!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A77 promete ser uma super máquina

Parece que o final de Outubro não chega, mas só pela mudança de material fotográfico. Porque posso dizer que não tenho pressa que essa altura chege, dado tanta coisa saborosa que tenho para fazer antes.
De qualquer modo fiquei ainda mais contente com um comentário que a Sony A65 (modelo abaixo da A77) superou a A900 na qualidade de imagem. Para quem não sabe a A900 é a actual topo de gama da Sony e isso é um bom indício.
Até lá ainda tenho de confirmar preços e disponibilidade do produto, mas tudo a seu tempo.
 
Como dizem no SonyAlpharumors:

There is a new A65 versus A900 image comparison posted by the chinese Pchome wbesite (Click here to read the translation). Article found via RiceHigh. The tester used the Sony 11-18mm f/4.5-5.6 lens on the A65, whilst the ZA24-70/2.8 was used on the A900. So we can failry say the A65 had a slightly disadvantage. As you see the A65 image quality is very good!
The A65 image is on the left, A900 on the right:
See ISO 100 and 200 image comparison: http://img.article.pchome.net/00/53/30/02/iso1.jpg
See ISO 400 and 800 image comparison: http://img.article.pchome.net/00/53/30/02/iso2.jpg
See ISO 1600 and 3200 image comparison: http://img.article.pchome.net/00/53/30/02/iso3jpg.jpg
See ISO 6400 and 12800 image comparison: http://img.article.pchome.net/00/53/30/02/iso4.jpg
Surprising or not? I cannot imagine how well the nex generation of Sony fullframe sensors will perform! The image quality will be stellar. Let’s hope Sony will not let us wait to much for tha A99 :)

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Macedo de Cavaleiros com Fado

Com uma das minhas companhias favoritas, o grupo de fados de engenharia, fui este fim de semana para Trás-os-montes profundo. Bem, na realidade não andamos em buracos nenhuns, fomos simplesmente a Macedo de Cavaleiros, mais precisamente para Castelãos, para partilhar um pouco da nossa música.
Assim, saímos na sexta, um nadinha mais tarde do que o esperado e com a carrinha a rebentar fizemo-nos à estrada.
Felizmente estas viagens nunca são aborrecidas. A companhia boa e a tolice inerente aos convivas faz sempre com que só numa viagem de 2000km é que haja vontade de dormir.

Se sexta só tivemos tempo de jantar abastadamente, já sábado o plano foi diferente. O dia começou com um belo pequeno almoço, com aquele pão transmontano que dá umas excelentes torradas. Tivemos direito ainda a uma pequena caminhada a uma capela que tinhamos por perto e que deu para subir um pequeno monte e, já com fome, preparamo-nos para o almoço. Desta vez tinhamos um belo coelho que saciou os convivas.

Já no final do dia tivemos uma actuação, mais composta do que esperavamos, no salão da junta de freguesia. Uma hora de espectáculo serviu para agradar os presentes e tirar a ferrugem ao grupo que depois de umas férias vai começar a rolar novamente.
Findamos o dia em Grijó (não o do outlet) e nas suas festas com mais um grupo do camião ambulante que têm tudo que é preciso para estas festas populares. Festas que só acabaram mal porque não conseguimos comer um belo cachorro, dado que a pessoa que foi antes de nós comeu o último.
Assim chegou domingo, e depois do pequeno almoço rumamos a Alijó para almoçar, passamos por Vila Real para ir buscar mais comida e rumamos ao Porto. Agora que estou a ver foi mais um fim-de-semana de comida que de música...