quarta-feira, 12 de março de 2014

Açores 4



 Começamos o dia a caminhar por património da humanidade, pelas vinhas da criação velha. Protegidas em pequenos currais que procuravam escudar a pouca terra da ilha dos elementos agrestes. O passeio pedestre para alem de vinha foi acompanhado por um terceiro elemento, a chuva. Apesar da bela paisagens o passeio ficou algo dificultado e custou um pouco fazer os 7km.
Outro importante aspecto dos Açores foi a sua vertente baleeira que até bem recentemente fez parte do dia-a-dia destas gentes. A caça ao cachalote opunha o homem a estas magnificas criaturas. Quando passávamos pelos museus não podia deixar de pensar na morte destes colossos, e entristecer-me com o espectáculo que o desmanchar de um cachalote envolvia. Só via as torrentes de sangue enquanto se aproveitava ao maximo tudo o que o animal facultava, farinhas, óleos e tanto mais.
Parece-me que tal melancolia também foi fomentada pelo negro dia que tivemos, com chuva incessante e um nevoeiro que nada mostrava.


Nenhum comentário: